28 de setembro de 2009

Bom final de gravidez! =D

Como mãe de quatro, eu posso dizer com certa autoridade que final de gravidez não é fácil!

No geral a gravidez fica divida em 3 fases marcantes, ou seja, os 3 trimestres.

No começo a gente curte a noticia da gravidez, mas depois os enjoos apertam, vem azias e muito sono.

Depois que passam os enjoos e o sono excessivo, vem uma fase mais 'light', que a gente consegue curtir melhor.

Após as 35 semanas, geralmente vem a ansiedade, o medo e o desconforto, que tomam conta da gente de uma forma absurda e isso tudo pesa no emocional e no psicológico também. Dai a gente começa a chorar muito, resmungar e estressar por pouco e fica de mal humor todo o tempo...=(

Por sempre ver as mulheres reclarem dos sintomas, sensações e até de alguns problemas mais sérios que aparecem nessa fase, e gostaria de propor aqui algumas dicas para ajudá-las a curtir, até o ultimo momento, seus rebentos dentro do ventre. Vamos tentar?

Para inchaço
No final da gestação é comum as mulheres incharem bastante.
Uma sessão de drenagem linfática, ou qualquer outra técnica de massagem para grávidas faz muito bem e ajuda a desestressar e relaxar. Ajuda no equilibrio emocional e fisico tambem, reduzindo o inchaço e retenção de liquido.

Dores nas costas
1- Usar bola de pilates sempre que for sentar (no computador, nas refeições, no escritório, etc)
2- Exercicios de alongamento de manhã e a noite
3- Usar faixa na barriga (sem apertar) ajuda a corrigir a postura e consequentemente a dor diminue
4- Massagem com bolas de tenis - deitar sobre duas bolinhas no chão e massagear o coccix e a coluna
5- Ficar em posição de cocóras várias vezes por dia

Dores nas pernas
1- Escalda pés no final do dia com agua quente e sal grosso é um santo remedio
2- Dormir/descansar com as pernas em cima de almofadas grandes, de forma que as pernas fiquem acima do corpo num angulo de 45º
3- Massagem do marido com um oleo de arnica nos pes e nas pernas

Pressão alta
A hipertensão é um dos problemas sérios que pode aparecer no final da gestação, mas CUIDADO com o que seu médico fala porque nem tudo é pressão alta.
Na verdade não é o número absoluto que importa no diagnóstico da hipertensão.
O que importa é a variação em relação à pressão basal daquela mulher.
Se a pressão normal dela é 11 x 8, o ideal é que não suba mais do que 3 pontos a primeira e mais que 1,5 pontos a segunda. Acima disso consideraríamos uma hipertensão digna de cuidados, mas atenção, não é PERIGOSA. Precisa de observação.
Por exemplo, uma pressão que chegasse a 16 x 10... Teria que:
1) medir novamente fora do ambiente hospitalar
2) caso continuasse alta, medir novamente depois de algumas horas de repouso
deitada de lado(30 minutos pelo menos)
3) caso continuasse alta, verificar a presença de outros sinais
(proteinúria, edema, dor perto da região do estômago, luzinhas piscando nos
olhos, dor de cabeça, etc...)

Atenção, mulherada, PRESSÃO ALTA é um evento isolado que não tem QUALQUER significado, se tratada isoladamente. Pensar em cesarea por PA alta, é a mesma coisa que operar a cabeça de alguém que chega no hospital reclamando de uma terrível dor de cabeça, porque 'pode ser' um tumor maligno!!!

E atenção nº 2, mulherada! PRESSÃO ALTA costuma estar diretamente associada com hábitos alimentares, de vida, de sedentarismo e de ESTRESSE. Nossos
alegados índices de "pressão alta" entre as gestantes se deve muito mais à conveniência e desinformação médicas do que a hipertensão gravídica propriamente dita.

O diagnóstico errado de hipertensão dá medo, aumenta a tensão, aumenta a pressão arterial e quando você vê a mulher parece uma bomba relógio.

No geral, a pressão da grávida sobe na reta final por cansaço, estresse, final de gravidez, síndrome do avental branco, entre outras coisas...

Insônia
Todo mundo sabe qual a maior causa de insônia né? Ansiedade, isso mesmo.
Como segurar a ansiedade de tudo o que virá com a chegada de um novo ser na família?
Não é simples, mas também não é impossível.

A ansiedade geralmente está ligada ao fato de não termos 'certeza' do que virá.
Em relação ao parto em si, dá para resolver o problema se informando. Tirando dúvidas com profissionais humanizados e fazendo os exames necessários. Pronto.

Em relação as novidades que virão com a chegada do bebê, (principalmente para mães novatas) o ideal é ter alguém para ajudar no começo com as tarefas de casa, especialmente no primeiro mês, até que a amamentação se estabeleça. Já com o bebê, eu GARANTO, TODA MÃE TEM DENTRO DE SI A MELHOR RESPOSTA PARA OS CUIDADOS COM SEU FILHO, é só 'ouvir' o coração no momento oportuno. Portanto não adianta se preocupar antes.

Você pode preparar lembrancinhas para a chegada do bebê, fazer trabalhos manuais, cuidar de seu corpo, fazer um bom corte de cabelo, ir a manicure, assistir um filme bacana, ir ao teatro, fazer um jantar romântico...

Enfim, tem uma série de coisas que se pode fazer para relaxar (e que serão dificeis de fazer depois).

Agora, se tem uma coisa que faz a gente ficar ansiosíssima, são as pessoas em volta perguntando 'quando nasce', não é?

Então para evitar esse desconforto, invente uma resposta de praxe do tipo:
- na hora que ele/ela quiser, porque os exames indicam que está tudo bem...
- o médico refez os cálculos e ainda faltam X semanas (contando 2 semanas além das 40, já que é comum a gestação chegar até 42...)

Então, além dessas coisas, tem outras coisas que fazem o final da gestação ficar conturbado?

Digam-me. O que é?

Alguém tem outras dicas? ;-p

11 comentários:

Angela Dal Pos - Morena de Pintas disse...

Eu sinto dores nos quadris quando durmo, talvez porque tenha que dormir de lado e o peso todo da barriga e do corpo fica sobre o quadril. Parece a dor de quando corria muito forçado e ficava com o quadril dolorido do impacto. Também me incomoda o fato de ter que levantar umas 4 vezes por noite para fazer xixi, mas aí acho que não tem jeito mesmo. Por fim, o fato de não poder se programar para nada com antecedência pois não há como saber quando o bebê vai vir. Mas acho que logo seremos recompensadas. abraço

Rosana Oshiro disse...

Angela, os ossos do quadril vão se abrindo por causa do peso do bebê que está sobre ele e consequentemente vc sente dor. É natural.
Ajuda tanto agora como quando você estiver em TP, pedir ao marido para fazer pressão com as mãos, nas laterais do quadril, várias vezes. Ajuda a reduzir a dor.
Sobre fazer muito xixi, realmente não tem jeito, mas também pense que em breve você vai acordar várias vezes a noite por causa do bebê, então de certa forma, isso também já é uma preparação para o que virá...;-p
E por ultimo, se programar é uma palavra que eu acho que não combina muito com quem vai ter um recém-nascido em breve.
O negócio é desencanar total com programação e ter muuuuita paciência, o mais importante será seu bem estar fisíco e mental para pode lidar com as novidades que vem por ai.
Uma boa hora para você!

Michelle disse...

Vou guardar este post, pois sei que daqui uns meses irei precisar muito!!!
Estou gravida de 3 meses se puder me ajudar me ensinando algum remedio para tosse, pois eu estava gripada daí agora a gripe está melhorando só que estou tossindo muito com secreção(catarro),
se puder me ensinar algum remdio para melhorar, desde já agradeço!
Abraço!

Rosana Oshiro disse...

MIchele, você conhece homeopatia?
Para tosse catarral eu uso IPECA CUANHA CH9. Não tem contra indicação e elimina o catarro rapidamente.
Peça para manipular o remédio em uma farmacia homeopatica perto da sua casa ok?
Procure desde já um homeopata para fazer o acompanhamento médico do seu bebê quando nascer porque vc vai livrá-lo de drogas desnecessárias por um bom tempo e isso vai ajudar você também...=D

beijo

Karen disse...

hola! Eu realmente gostei deste blog

Rosana Oshiro disse...

Obrigada pela visita Karen!
Que bom que tenha gostado daqui! =)

beijo

Kobe disse...

while searching for information on knee anatomy. I found this one which was helpful for my cousin.

Kelly disse...

Olá estou gravida de 33 semanas e desde os 7 meses meu sono é uma bagunça o que faço, não durmo a noite e sinto sono durante o dia ja se tornou um vicio não aguento mais, ou as vezes deito para dormir cedo e acordo de madrugada sem sono algum e vou pra net e ali fico as vezes até o dia amanhecer.... me ajudem....

Rosana Oshiro disse...

Kelly, é super comum trocar o dia pela noite, isso aconteceu comigo em algumas gestações, mas principalmente pelo fator ansiedade.
O que é que está te preocupando?
Se precisar conversar, precisar de apoio ou qualquer coisa pode escrever pela guia de contato ok?

beijo

Tatiana Pisetta disse...

Estou com 40 semanas de gravidez e nÃo tive nenhum desses sintomas, não tenho pressão alta, dores no quadril enem nas costas e não tenho inchaço. O que mais me incomoda é a dor na pélvis, que a médica disse que é o bebê "rosqueando" para se preparar pra sair. Sinto isso desde os 7 meses, e cada vez mais forte. É um dolorido, como se tivesse batido. Poucas pessoas falam sobre isso, o que vejo mais é falarem da dor nas costas e quadril. Sei que não é nada de mais, mas gostaria de achar mais informações a respeito. Adorei as informações do Blog. Beijos!

Rosana Oshiro disse...

Tatiana, use a posição de cocoras varias vezes por dia quando precisar agachar e a bola de pilates quando for comer, assistir TV, etc...
Rebolar ajuda tambem ok? ;)

beijo

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!