20 de agosto de 2009

Enurese noturna é normal?

Eu não conhecia o termo até ter o problema em minha casa.

A enurese noturna é "xixi na cama".

As pessoas normalmente dizem que é "normal" a criança fazer xixi na cama até no máximo 3 anos, mas não é bem assim...

Eu tive o problema e fiz xixi na cama até os 12 anos de idade. Minha mãe dizia que era "safadeza" de minha parte, mas eu não entendia o porque e nem tinha o que argumentar. Eu ainda era uma criança.

Meu marido também teve o problema, mas não se lembra até que idade, só lembra da mãe dando bronca.

Daí que temos um filho com o mesmo problema, e pelo pouco que li, é mais propício aparecer a situação quando os pais já apresentaram-na na infância.

Nosso filho começou a sair das fraldas com 2 anos e na época houve uma série de questões emocionais envolvidas, (o pai veio para o Japão, o irmão caçula nasceu, ele foi para a creche, desmamei-o...) o que fez com que ele não conseguisse sair das fraldas antes dos 3 anos.

Confesso que briguei muito, ameacei bater, falei coisas que não devia e o problema piorou.

Até completar 4 anos ele fazia muito xixi na roupa, de dia e de noite.

Quando viemos para junto do pai, ele ficou quase 6 meses sem fazer xixi na cama (tinha uma ou outra escapada) e nessa época eu fazia também o tratamento com homeopatia para ele. (Que aliás recomendo a quem tiver facilidade para comprar, mas dê preferência aos medicamentos manipulados recentemente, eu só não usei mais porque acabou aqui)

Quando eu tive nossa ultima filha, e passei a ter menos tempo para dar atenção a ele ele voltou a urinar na cama, já perto de completar 5 anos.

Levei-o ao médico aqui no Japão, que fez exame de urina, ultrassom e questionário de saúde, e constatamos que realmente ele não tem NADA.

O problema é emocional, e pelo que o médico me disse, bastante comum entre os japoneses até os 12 anos.

A orientação que obtive foi para:
- NUNCA brigar ou humilhar por molhar a cama
- Deixá-lo dormir de fralda e ensiná-lo a colocar a fralda sozinho.
- Não valorizar, nem menosprezar pelo uso da fralda. Dizer-lhe que quando não quiser mais usar, quando estiver preparado, ele pode ficar sem.
- Valorizar as atitudes dele sempre (não como se fosse um bebê, mas as atitudes de menino, próprias de sua idade)

Eu estou seguindo essas orientações agora.

Talvez se tivesse começado "lá atrás" o problema já estaria resolvido.

Eu me estressava bastante não por mim, mas pelas pessoas falarem que já "tava grandinho pra usar fralda", que "tinha que deixar sem pra ele acostumar" e etc...

Eu me estressava porque com essas e outras, todo dia tinha um monte de roupa de xixi pra lavar (o que me polparia e a ele, se eu deixasse usar a fralda noturna)

Eu me estressava por querer que ele fosse como as outras crianças, mas ele é ÚNICO.

A minha maior dica para a mãe que tem filho com enurese noturna, é primeiramente fazer os exames clínicos. (depois de 4 anos de idade ok? antes disso não acho que seja o caso...)

Se constatar que não há problema físico, respeite seu filho.

Deixe-o chegar a 'essa maturidade' em seu tempo.

Diálogo, amor e atenção ajudam muito!

Acredite! Ele vai chegar lá na hora que estiver pronto!

O peso da cobrança só irá atrapalhar!

7 comentários:

Michelle disse...

Nunca tinha ouvido falar também!!!
E acho que tive isso,pois fiz xixi até os 11 anos
na cama,quando viajava para casa das tias era uma vergonha pra mim enorme, as vezes levantava bem cedinho,antes de todos acordarem e lavava os lençois,mas mesmo assim minha tia brigava na frente dos meus primos e primas; era um horror!!!
Gostei de saber sobre o problema.
Bjim

Mamãe Larissa disse...

Gostei da história de deixar usar fralda! Aqui em casa o Henrique não usava, mas aí eu tbm cansei de ter que trocar lençol de madrugada e ele voltou a usar. O médico que eu levei falou para não regredir e colocar fralda de novo. É claro que não segui o que ele falou (não era ele que lavava a roupa aqui em casa!!!!). Agora, colocar sozinho o Henrique não consegue! Só aquela Huguies Pull Up que é de vestir como uma calça. Mas como ela é mais cara eu compro só de vez enquando!!!! Eu não fazia xixi na cama, nem meu marido, mas meu pai fez até os 8 anos e meu avô até os 12 anos...

Kelly disse...

Ja tinha lido a respeito e normalmente esse trauma inconsciente acontece quando os pais tentam tirar a criança da fralda antes da tempo, quero dizer antes da criança estar preparada psicologicamente, a idade varia um pouco. Acredito que o ideal é começar o treinamento após 2 anos e meio de idade se a criança ja não fizer xixi na fralda a noite, e com 3 tirar totalmente. Sempre com muita calma e brincadeiras... muitos elogios na hora que fazem certinho.
Com minha filha foi assim e agora estou começando com meu menino.
Concordo totalmente em esperar "essa maturidade" chegar e fazer tudo com muita calma e amor, com certeza dessa maneira tudo acontecera com muito sucesso e a vida da criança sera muito mais saudável.
Kelly Savioli.

Aika disse...

Ro, meu pai trabalha com fisioterapia e massagem e ja vi casos dele conseguir "curar" com massagem.Voce ja tentou?
Kelly Yamada.

marilu disse...

Marilú mãe da nathalia
A Nathalia já está com seis anos como li anteriormente talves tenha exigido demais na hora de sair da fralda até uns quinze dias ainda colocava fralda nela ai resolvi deixar sem mais está sendo um transtorno lavar roupas todos os dias diante de tudo que houvi acho que vou voltar com a fralda ela já colocava sozinha acredita vou voltar e deixar que tenha seu tempo talvez seja o melhor agradeço a Rosana Oshiro é bom poder ter conselho de quem ja teve o mesmo problema obrigada

Douglas Chaves disse...

http://infantilistglobal.blogspot.com/2016/06/especialistas-dizem-que-usar-fraldas.html

Douglas Chaves disse...

http://infantilistglobal.blogspot.com/2016/06/especialistas-dizem-que-usar-fraldas.html

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!