14 de junho de 2010

Ser mãe, ser mulher e ser humana

Hoje é um daqueles dias em que eu como ser humano me sinto exasta, como mãe me sinto muito feliz e como mulher realizada. Mas não é todo dia assim, claro.

Posso dizer que, para mim, hoje o dia beirou a perfeição. =)

Acordei as seis, fiz o café para o marido, o obentô, namoramos um pouquinho (hehehehe). Levei o lixo, voltei, acordei minha filha maior e arrumei-a para a escola, dei o café e ela se foi. Foi ao supermercado fazer feira (de bicicleta claro porque gasta-se mais energia..hehe), voltei, fiz o café dos pequenos, arrumei os cabelos (os meus), troquei a roupa, tomei café. Ana acordou, amamentei, troquei, acordei os meninos, servi o café, troquei, arrumei obentô, escovei os dentes (de todos), peguei as mochilas e pegamos o sogêi. Deixe-os na creche, fui para aula de japonês durante quatro horas seguidas.(Delicia!) Busquei as crianças na creche, pegamos o sogei de volta, amamentei, cheguei, almocei, descansei 30 minutos olhando-os brincar de pular nas poças de água, cortei o cabelo do mais velho, a mais velha chegou, brincamos um pouco no quintal, dei banho em todos, troquei-os, fiz panquecas de queijo, o pai chegou, comemos juntos, contamos piadas, rimos muito. Fiz a tarefa do dia, ajudei minha filha com a dela, li e respondi uns emails, atualizei algumas coisas, conversei com o marido enquanto fazia o cabelo da mais velha, escovei os dentes dos meninos, coloquei todos na cama, amamentei a caçula e ela adormeceu em meu colo, coloquei-a na cama, li alguns blogs amigos, mensagens do orkut, facebook e estou aqui atualizando o blog. Ufa!

Sim, o texto está meio maluco porque é tal como me sinto.

Faz tempo eu procuro encontrar o equilibrio desses três seres dentro de mim: a mãe, que também é mulher e é humana.

Hoje foi um dia em que eu pude sentir um pouco desse equilibrio porque eu respeitei cada um desses "eus" em cada momento em que "eles" me pediam para estarem mais presentes.

Acho que é esse o segredo: o respeito aos desejos internos, cada um no seu tempo, sem pressa e sem atropelos.

Ninguém é super-mulher, super-mãe, super-humana, mas dá para ser um pouco de cada, encontrar o equilibrio e ser feliz de vez em quando não é mesmo?

E como disse alguém disse uma vez: é na loucura que se encontra sensatez! =)

Creio que me encontrei! ;0P

3 comentários:

ellyguevara disse...

q delícia, Rô!
Você merece! Nós merecemos nos encontrar assim e ser feliz com o q somos, né?

ellyguevara disse...

aiaiai!
parabéns parabéns parabéns, rumo ao penta!
orgulho de conhecer mulher como vc!

bjkz

Karin Suzuki disse...

é com isso que eu sonho!!!espero em DEUS um dia poder ter essa realização na minha vida!!!
Beijos...
DEUS te abençoe!!!

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!