6 de janeiro de 2010

O parto ideal e o parto real.

A gente pode pensar sobre isso antes da gravidez, assim que descobre, durante a gravidez ou só na hora. Mas a gente pensa. E a gente imagina.

Eu achava que parto normal é aquela coisa de novela, de filme. Que precisa de água quente, toalhas brancas e ficar deitada de barriga para cima, com um monte de gente gritando. (só não sei para que de tudo isso) Essa era a imagem que eu tinha durante a primeira gravidez, que terminou em cesárea.

Quando a gente se informa, a gente descobre que tem opções, que tem diferenças entre os locais para o parto, entre os médicos/enfermeiras/parteiras, entre a condução do parto, entre os procedimentos. E aí, a imagem pode mudar.
Em geral, a imagem de um parto humanizado é uma coisa calma, com poucas luzes, música de fundo, todo mundo feliz, só olhando, esperando a natureza fazer o seu papel. Essa era a imagem que eu tinha antes do meu primeiro parto domiciliar. E era a imagem que eu tinha para o me segundo. hehe.

Só que o parto quase nunca é como a gente imagina. Dói, demora, dá medo, o telefone toca, a luz acaba, o marido desmaia, a gente faz cocô, acaba precisando de anestesia, de cesárea, enfim. Muitas coisas podem ser diferentes do imaginado. E a maioria das coisas sai, mesmo.

A verdade é que o parto é dói. E que a gente acaba fazendo/pedindo/precisando de coisas que nunca imaginou. No parto, a gente libera a fêmea, mesmo, e faz coisas que nunca imaginou que fosse. E se a gente está em um hospital, por exemplo, a gente acaba cedendo, aceitando alternativas. Primeiro porque a gente está fora de si. Segundo porque a dor é grande. E terceiro porque, na hora, mesmo que a gente saiba que o mais seguro é o parto natural, a gente fica vulnerável. Se alguém chega e diz que assim é mais rápido, melhor, mais qualquer coisa, a gente aceita.

O parto real, o que cada uma de nós teve ou vai ter é único. A gente pode chegar o mais próximo possível do ideal tomando precauções, escrevendo um plano de parto detalhado, informando o acompanhante ao máximo, deixando claro seus desejos para quem vai assistir o parto.

E, para terminar, quando a gente se frustra com o parto, não existe motivo para a gente se sentir mal. Ficar triste com o parto não quer dizer que se ame menos o bebê. Parto é parto. Filho é filho. Filho a gente ama mesmo que tenha tido uma cesárea sem anestesia. E a gente não precisa achar que foi ótimo.
Parto é nosso lado fêmea, nosso corpo terminando o ato sexual que começou na concepção.
Do mesmo jeito que a gente pode ter engravidado do pior sexo da nossa vida (o que não quer dizer que o bebê gerado vai ser pouco amado, feio, chato, nada disso), o parto pode ser bom ou ruim e não tem nada a ver com a maternidade.
A gente só precisa deixar isso claro na cabeça, estufar o peito e aceitar.

4 comentários:

Carol Flor disse...

Adoro textos sobre parto, hehe...
Adorei!

bbzsinlove disse...

É verdade, né Thais!
Parir dói, dói muito, mas é uma dor que a gente esquece, e quem teve um parto respeitoso quer sentir de novo!
Se fr pra ficar em casa e sentir toda aquela dor de novo, ser cuidada, paparicada, ficar na piscina, eu tb quero!
Mas o próximo parto só Deus sabe como vai ser, pq eu posso me preparar muit, e até imaginar mil coisas, mas vai ser do jeito que deve ser!

Bjo grande!
Cath da Laura, com 17 meses, PD

Clube da Nécessaire disse...

Excelente blog!!Parabéns!!!! Ajuda muito às mamães e às aspirantes à mamães!!!!! Muito legal mesmo!
Visando auxiliar muitas mulheres que estão aqui no Japão e não sabem como ou qual cosmético comprar por muitas vezes enfrentar a barreira da língua, criamos um blog sobre cosméticos aqui no Japão! Tem um post recente sobre estrias, uma das grandes vilãs das futuras mamães não é mesmo?
Adoraríamos receber uma visita do Materna_jp!
http://clubedanecessaire.blogspot.com/
Muito obrigada!

Amanda e Silvia
Clube da Necessaire

evanir disse...

Ajuda-me Senhor!
A compreender tanta dificuldade
A enfrentá-las com dignidade
Ajuda-me a ter coragem
Muita resignação
E acima de tudo Snr,aumenta
aminha fé .Um fim de semana na luz e paz de Jesus.
Evanir.
www.fonte-amor.zip.net

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!