11 de novembro de 2010

Unassisted birth (Parto Desassistido)

Resolvi falar um pouco sobre o parto desassistido já que passei por essa experiencia a pouco mais de dois anos atrás e a maioria das pessoas considerou e considera uma atitude irresponsável e inconsequente.

Eu digo que não é. Foi uma decisão conjunta entre mim e meu esposo.
Uma decisão pensava e avaliada, e é, entre tantas outras opções, uma opção com riscos e probabilidades.

Quem pensa que um parto em hospital tem maior chances de tudo dar certo, precisa ler e estudar um pouquinho mais para entender que não é bem assim.

Todo parto tem riscos. Em casa, no hospital, assistido ou não.

Numa gestação saudável, onde é feito um pré-natal tranquilo e é considerada gestação de baixo risco, a melhor opção é um parto natural.

A cesariana agendada por exemplo, tem 4 vezes mais riscos de morte materna e 10 vezes mais risco de morte neo-natal do que um parto natural.

Um parto normal em hospital tem mais chances de hemorragia, infecção hospitalar, bebe nascer mal por causa dos medicamentos aplicados na mãe, entre outras coisas.

Dai alguem pode me perguntar: E se o bebê morrer num parto desassistido? Como você iria reagir?

Eu penso que alguns bebês morrem após ou durante um parto, independente do local do nascimento.

O maior risco que existe num parto desassistido é do bebê nascer muito mal, precisar de ressuscitação e não ter um profissional capacitado para fazê-lo. (uma parteira nesse caso saberia muito bem fazer o procedimento, ou seja, num parto assistido esse risco é totalmente reduzido).

Outro risco é o de prolapso de cordão, que ocorre quando o cordão umbilical sai antes do bebe. Quando a cabeça desce, o cordão é comprimido e isso pode restringir o fluxo de oxigênio para o bebe.

São riscos pequenos, que eu posso escolher correr ou não, assim como os riscos do parto no hospital, que muitas mulheres hoje também escolhem inconscientemente.

A diferença é TER A CONSCIÊNCIA DA SUA ESCOLHA.

Quando uma mulher escolhe um parto no hospital sem questionar a conduta médica, ela está se colocando totalmente nas mãos do médico, sem muitas vezes saber o que é realmente bom ou ruim, ela só confia "cegamente" e pronto.

Confesso que esse tipo de decisão não faz mais parte da minha forma de encarar a vida, a gestação e o parto, mas se for uma boa opção para quem assim o faz, tudo bem, eu respeito.

Bom, para completar esse post, eu achei esse video hoje e já assisti umas cinco vezes! =)

É de um Parto Desassistido. Lindo, tranquilo, respeitoso, do jeito que todo parto assistido deveria ser, penso eu.

É uma pena que para parir dessa forma, respeitando o corpo, o tempo de cada mulher e cada bebê, as mulheres tenham que ser taxadas de loucas e parirem sem assistência. =(

Para quem quiser saber mais sobre parto desassistido acesse o site em ingles: http://www.unassistedchildbirth.com/

2 comentários:

Carol Flor disse...

Oi Rosana!
Estou curiosa para saber dos planos para o nenê 5! Conta! Beijo

Rosana Oshiro disse...

Carol, com certeza outro parto natural maravilhoso!!! =)
Também tenho certeza de que vai ser rápido...hehehe ;)
Quero muito o parto em casa, e só vou para o hospital se não houver outro jeito.
Ainda estou buscando contatos para conseguir uma parteira, se não der certo e se correr tudo bem como foi o parto da Ana, terei outro UB...:-)
beijo

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!