3 de dezembro de 2010

Meu Plano de Parto no Japão

Semana passada completei 29 semanas de gestação e enviei ao hospital (que pretendo ter como Plano B), meu plano de parto conforme as condições que desejo para o nascimento de meu bebê.

Fiz o documento em inglês e enviei ao hospital antes da minha consulta, para que eles pudessem traduzir para o japonês. (Se alguém quiser a versão em inglês, pode me pedir também).

Eu não vou explicar muito, porque a grande maioria das coisas que coloquei nele são coisas que já foram bem explicadas em outros posts aqui no blog.

Se alguém tiver duvida sobre o porque quis "isso ou aquilo", porque é melhor "assim ou assado", pode me perguntar através dos comentários que terei prazer em responder. =)

E se tiver alguma coisa que esqueci de colocar também, me falem para que eu possa arrumar antes próxima consulta de pré-natal, please. ;)

Indução ao parto
• Eu não desejo para induzir o parto com medicação até completar 42 semanas de gravidez se estiver tudo bem comigo e com o bebê.
• Após 42 semanas de gravidez, antes de métodos farmacologicos, desejo tentar a indução através de métodos naturais, como descolamento de membranas por exemplo, para o desencadeamento do trabalho de parto.

Trabalho
• Eu gostaria de ficar livre para caminhar durante o trabalho de parto.
• Quero ser capaz de se mover e mudar de posição à vontade ao longo do trabalho de parto.
• Eu gostaria de poder beber líquidos por via oral a vontade durante o trabalho de parto.
• Eu gostaria de poder ouvir músicas durante o TP e o parto.
• Eu gostaria que o ambiente fosse mantido o mais quieto possível.
• Eu gostaria de as luzes da sala suaves durante o meu trabalho de parto.
• Eu preferiria manter o número de exames vaginais no mínimo e com meu consentimento.
• Eu não quero receber soro na veia, a menos que eu fique desidratada.

Acompanhamento
• Não quero ter a monitoração fetal contínua, a menos que seja exigido pelas condições do meu filho.
• Eu não quero um monitor interno a menos que meu filho tem mostrado algum sinal de perigo.

Aceleração do processo de parto
• Não quero ter a membrana amniótica rompida artificialmente, a menos que hajam sinais de sofrimento fetal.
• Se o trabalho não estiver progredindo, eu gostaria de ter a membrana amniótica rompida antes de tentar outros métodos farmacologicos para acelerar o trabalho.
• Eu preferiria ser autorizados a tentar mudar de posição e outros métodos naturais (andar, estimulação do mamilo), antes de oxitocina ser administrada.

Anestesia / medicação para a dor
• Sei que existem muitos medicamentos para a dor. Vou perguntar para eles se eu precisar deles.
• Antes de considerar uma epidural, e se a situação o justificar, eu gostaria de tentar uma injeção de alívio da dor estupefacientes (Nubain, Demerol, Stadol ou similar).

Episiotomia
• Eu prefiro não ter uma episiotomia, a menos que seja absolutamente necessário para a segurança do meu filho.
• Estou preparando meu períneo para o parto, fazendo exercícios de Kegel e massagem perineal e também praticando a posição de cócoras.
• Se possível, gostaria de usar a massagem do períneo para ajudar a evitar a necessidade de uma episiotomia na hora do nascimento.

Parto
• Eu gostaria de poder escolher a posição na qual vou parir de forma livre, inclusive de cócoras se assim o desejar.
• Eu gostaria de tentar o parto em diversas posições diferentes, o qual só saberei qual será a melhor no momento do parto.
• Eu gostaria de tentar entregar em posição de cócoras, com meu marido ou uma barra de agachamento para apoio.
• Eu gostaria de um espelho disponível para que eu possa ver a cabeça do meu filho quando ele coroar.
• Gostaria que a chance de tocar na cabeça do meu filho quando ele coroar, se possível.
• Mesmo se eu estava com dilatação total, e supondo que meu filho não esteja em perigo, eu gostaria de tentar esperar até que EU sinta o desejo de empurrar, antes do início da fase de empurrar.
• Eu gostaria de ter as luzes da sala abaixada para a entrega efetiva.
• Eu gostaria de ter o quarto o mais silencioso possível quando meu filho nascer.
• Eu gostaria de ter meu filho colocado na minha barriga / peito imediatamente após o parto.

Imediatamente após o parto
• Eu gostaria que o cordão umbilical parasse de pulsar antes de ser cortado.
• Eu gostaria que meu marido cortasse o cordão.
• Eu gostaria de ficar com meu filho no colo enquanto sai a placenta e são feitos as reparações finais.
• Eu gostaria de permanecer com meu filho, pelo menos, 15 minutos junto a mim, antes de ser fotografado, examinado, etc.
• Eu pretendo manter meu filho perto de mim após o nascimento e gostaria que ele recebesse a avaliação no meu colo, com nós dois cobertos por um cobertor quente, a menos que haja uma situação inusitada.
• Se o meu filho precisar ser tirado de mim para receber tratamento médico, meu marido (ou alguma outra pessoa que eu designar) irá acompanhar meu filho em todos os momentos.
• Eu prefiro manter meu filho aquecido em meu colo ao invés de lâmpadas de calor/berço aquecido.
• Eu não quero uma injeção de rotina de oxitocina após o parto para ajudar a expulsar a placenta.
• Eu gostaria de doar o sangue do cordão umbilical, se possível.
• Eu gostaria de ver a placenta após a entrega.
• Eu não gostaria que o bebê fosse banhado após o nascimento.
• Eu não gostaria de aplicar a medicação no olho do bebê.

Cesariana
• A não ser absolutamente necessário, eu gostaria de evitar uma cesariana.
• Se o médico determinar que o parto cesáreo é indicado, eu gostaria de obter uma segunda opinião de outro médico, se o tempo permitir.
• Se o parto cesáreo é indicado, eu gostaria de ser plenamente informado e de participar no processo decisório.
• Gostaria que o meu marido em todos os momentos estivesse perto de mim e depois do parto junto de meu filho para os exames necessários.
• Para que eu possa ver o nascimento, eu gostaria que a tela fosse abaixada antes do parto do meu filho.
• Se meu filho não está em perigo, meu filho deverá ser dado ao meu marido logo após o nascimento.
• Se meu filho e eu estivermos bem, gostaria de ter o primeiro contato na sala de cirurgia e se possível a primeira mamada.

Pós-parto
• Eu gostaria de uma sala privada, se disponível, para ficar após o parto.
• A menos que exigido por razões de saúde, eu não quero ser separada do meu bebê.
• Eu gostaria de ter meu filho comigo em todos os momentos.
• Gostaria de regressar a minha casa dentro de 24 horas após o nascimento se estiver tudo bem comigo e com meu filho

Amamentação
• Eu pretendo amamentar meu filho e gostaria de começar logo após o nascimento de forma livre.
• Não desejo que meu filho receba bicos artificiais ou formulas, nem agua glicosada.


Foto / Vídeo
• Gostaria de tirar fotografias durante o parto e o nascimento.
• Eu gostaria de fazer um registro em vídeo do trabalho de parto e do parto.

Outras questões
• Gostaria que meus filhos, meu marido e mais uma amiga tradutora estivessem presentes durante o meu parto.
• Gostaria que meus outros filhos pudessem me visitar no hospital durante a estadia.

10 comentários:

Ana Paula disse...

Rosana!!
Parabens!!! Não sabia que vc estava gravida!!
Olha so, vou guardar este seu post, pois morando em outro pais é necessario sermos claras no que queremos e no que não queremos nesse momento tão especial. E como temos planos de uma barriguinha para o ano que vem, este seu post veio super bem a calhar.
Boa gravideze e obirgada por SEMPRE compartilhar as suas informações!
Beijos : )

Carol Flor disse...

Eu só não entendi essa parte
"Antes de considerar uma epidural, e se a situação o justificar, eu gostaria de tentar uma injeção de alívio da dor estupefacientes (Nubain, Demerol, Stadol ou similar)."

E queria saber como é o perfil desse hospital que vc vai, se eles aceitaram bem seu Plano...?

Beijo Rosana!

Juliana Harumi disse...

Ja bolei meu plano de parto!! Agora é só encaminhar ao hospital e ver se eles aceitam! Se não aceitarem vou procurar uma outra clinica/hospital que atenda as minhas necessidade!!
Obrigada pelo post Rosana!!!
Tenho certeza que vai ajudar muitas mães de primeira viagem como eu!!
Beijos!!!

Rosana Oshiro disse...

Ana Paula, obrigada pelos parabens! =)

Carol, eu copiei essa parte de um site em inglês e como sei que aqui no Japão os medicamentos "from USA" são conhecidos, deixei essa parte, mas tambem não conheço esses medicamentos. Sei que são apropriados para alivio da dor, tal como o Busco***.
No hospital eles aceitaram bem o plano sim. Eles tem uma delivery simples, onde a familia pode ficar junto e tal, mas eles não incentivam nada, tem que partir do conhecimento da parturiente meeeesmo.

Juliana, que bom que já fizeste teu plano.
Qualquer dúvida me escreve ok?

beijo a todas

Mamãe Kelly disse...

Ro, mais vc não vai ter o bebe em casa, como a Ana?
Eu pedi pra ver minha placenta e não deixaram,e tbm não sabia que o cordão umbilical pulsava!
Ro, a minha proxima gravidez não vou te deixar em paz ta,kkkk, eu só sei que não quero mais hospital, só em ultimo caso.
Admiro muito vc pela sua coragem e seu dom.
Vai dar tudo certo! Deus te abençoe! beijos

Rosana Oshiro disse...

Kelly, o hospital é Plano B (caso haja a necessidade de ir para lá entendeu?) o Plano A continua sendo o parto em casa mesmo! ;)
beijo e obrigada pela carinho de sempre!

Cabelos Macios disse...

Rosana, por qual motivo não banhar o bebê após nascer?

Rosana Oshiro disse...

Olá Cabelos Macios...rsss
O bebê nasce com vernix, que é uma proteção natural para o corpinho dele nos primeiros dias de vida fora do utero, então o ideal é deixa-lo acostumar com as bacterias do ambiente externo e só depois dar o banho, entendeu?

beijo

Bia disse...

Olá Rosana, brigada pelo seu post, na verdade eu sempre sonhei e sempre quis um parto como o que você descreveu, me identifiquei 100%. Porém, estou no quinto mês de gravidez aqui no Japão e já vi que no hospital em que estou fazendo pré-natal primeiro que eles não deixam o pai estar junto no parto, segundo que eles dão o aleitamento por formula obrigatoriamente a todos os recém-nascidos, estou indignada com a frieza e quero desistir desse hospital. O problema é que não acho outro na cidade disponível! Se for fazer o parto em casa, você vai contratar alguma doula ou parteira? Você tem recomendações de algumas pessoas? Porque não conheço ninguém!!!!

Kelly Yamada disse...

Bia,a Rosana esta no Brasil entao vou responder por ela,ta?Voce pode me mandar seu e-mail,pra poder te responder diretamente?Meu eh yamadakelly@hotmail.co.jp
Pra te ajudar preciso saber onde vc mora.E se encontrarmos solucao melhor,aconselho a mudar de hospital.Acho inaceitavel proibirem o marido a assistir o parto!
Beijos!

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!