4 de outubro de 2010

Irradiando Luz: Lei da Palmada: um tapinha não dói?

Li o texto abaixo no Irradiando Luz e não poderia deixar de compartilhá-lo aqui.

Tema que é super debatido, e que muitas vezes inflama os defensores das palmadas.

Minha opinião pessoal: Apanhei muito e já fui de bater também.
Aprendi a me controlar e busquei métodos de impor os limites sem precisar usar a violência física (porque na hora do nervosismo a gente não mede a força que bate)

Hoje dialogo mil vezes antes de impor um "castigo". Me esforço bastante para não gritar (o que também fazia e sempre achava péssimo) e busco acordos o tempo todo com meus filhos, e tem funcionado bem.

Creio que existem, pelo menos, uma dezena de métodos, que não seja bater.

Vale pensar, estudar e buscar criar os filhos ensinando que a violência não deve ser nem o ultimo recurso.

Irradiando Luz: Lei da Palmada: um tapinha não dói?: "Quem ama educa. (Imagem: campanha Não bata. Eduque) Um projeto de lei enviado em 14 de Julho de 2010 pelo governo ao Congresso estabelece..."

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!