7 de novembro de 2008

Amamentação exclusiva até os 6 meses

Ana, minha caçula, completou 6 meses dia 27 de outubro e eu, que introduzi alimentos para meus filhos a partir dai, repensei minha opinião.

Algumas linhas de pensamento, dizem que não é possivel estipular uma data limite para introdução de alimentos, e que o ideal seria observar os sinais do corpo do bebe, por exemplo, o surgimento da dentição ou o momento em que a criança aprende a se sentar sozinha.


O fato é que Ana teve seus 2 primeiros dentinhos com 5 meses e aprendeu a sentar-se no mesmo periodo, mas eu resolvi seguir o coração de mãe e não insistir em alimentação rígida por enquanto.

Nessa fase em que ela está, ela quer sentir o mundo através da boca, então eu resolvi oferecer uma fatia de maça, que ela ficou chupando até enjoar, no dia seguinte um pedaço de caqui, no outro dia ofereci um chazinho.

Aos poucos, vejo que ela vai sentindo os sabores, experimentando, no tempo dela, sem regras, sem horarios estipulados, até que um dia ela resolva comer pra valer.

Claro que essa regra serve para mães que amamentam, porque se a criança toma formulas, ela precisará de outros nutrientes.

Conheço mães que só introduziram alimentação para seus filhos com 1 ano e eles estão muito bem, porque a alimentação é complemento ao leite materno, e não o contrario.

E você, como introduziu alimentos para seu bebe?
Compartilhe conosco sua experiencia.

5 comentários:

irradiandoluz disse...

Muito legal a postagem Rosana!

Abração
Gabriel Dread

╰☆╮F®ÅNciєℓyღ εїз* disse...

Puxa Ro, concordo plenamente, ainda mais no finalzinho que vc diz que o alimento é um complemento do leite materno!
Olha, eu gostaria de ter ido mais devagar para meu pequeno Ben, mas no meu caso eu soube que ele precisava comer quando percebi o problema de sucção dele mas não queria que ele ficasse com a chupeta, ou seja, eu podia deixar ele o dia todo no peito que ele sentia fome. Mas meu leite desce muito bem e após um tempinho, desce branquinho e forte! E tbm me alimento muito bem! Mas aí a melhor opção para mim foi:
Cozinho verduras e faço a papinha, e todo almoço e janta ele come um potão + uma fruta + suco de fruta (depois de um tempinho) + meu leite e dorme!
Acreditem, um tantão assim!
Durante o dia inteiro (fora almoço e janta) passa o dia no meu peito em livre demanda.
Por que é menino será? É o que dizem!
Mas eu não acredito, acredito que cada criança é cada criança!
Comigo é isto! rs
Bjão a todos da materna!

Cat disse...

Só para mandar um beijo de Portugal!
Parabéns pelo trabalho!

Anasor Orisho disse...

Gabriel seja bem vindo ao mundo MATERNA!
Obrigada pelo comentário!

Fran querida! Como diz a Thais, a experiência é o que há! kkkkk
Beijão!

Ca, obrigada pela ilustre visita!
Beijo

Pitty disse...

Mães, eu preciso de ajuda de vcs...
minha filha completou 3 meses hj, e ja alguns dias, acho q uns 3 dias ela vem brigando com meu peito pra mamar, antes não era assim, de madrugada ela mama sem brigar, mas como está sonolenta mama bem pouquinha e ja quer dormir, numa comunidade GVA do orkut eu vi relatos identicos e na mesma fase.. eu soh dou leite materno e em livre demanda, será q vcs sabem, se isso seria uma fase, sei la, fase dos 3 meses, eu não me importo em tentar dar a cada meia hora pois tem hora q ela mama sem brigar, eu até sei q como agora ela está enxergando bem, tdo tira a atenção dela, mas o q fazer? será q logo ela volta a mama como antes? posso ir levando assim, deixando ela mama de pouquinho em pouquinho, é bem pouquinho mesmo suga 2 vezes solta, vira pro lado e briga.. meu peito produz muito leite, chegava a jorrar nela dai comecei a amamentar deitada ou meio inclinada e ela gostou, só q agora nem isso ajuda mais...
alguma de vcs passaram por essa fase?
eu insisto na amamentação sempre, aqui em casa não existe mamadeira, nem chupeta ok

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!