18 de dezembro de 2008

Banhos em bebês

Por Thais Saito

A Fran já escreveu aqui sobre os químicos que fazem mal pra saúde (nossa e dos nossos bebês).
Agora eu queria falar da nossa imensa necessidade desses produtos de beleza, de higiene.

Por que a gente gasta tanto com isso? Por que a gente se arrisca tanto com isso?

Porque a gente quer que os nossos bebês estejam sempre cheirosos e limpos, como os bebês dos comerciais, não é?
Só vamos pensar: qual a finalidade do sabonete?
Teoricamente, tirar a gordura. A mesma finalidade dos detergentes, sabões em pó. A máquina e a esponja lavam muito bem sem nenhum deles, mas não conseguem tirar a gordura.
E bebê tem lá gordura pra ser tirada?
Não. Então o sabonete vai fazer o que a gente não quer: tirar a camada de gordura que protege a pele. Assim, a pele fica mais sensível, absorve mais do que não devia (das coisas presentes em fraldas, cremes, roupas, nossos perfumes, hidratantes). E a pele deles já é naturalmente sensível!

E o "cheirinho de bebê"? Outra coisa, né. Por que a gente quer que os nossos bebês tenham o cheiro do sabonete? Os bebês são cheirosos por natureza. São, mesmo. Experimentem.

Aqui começa a minha sugestão:
Vamos não usar sabonetes nos bebês? Eles não precisam. O sabonete só vai deixar a pele ressecada, sensível. Só a água e as nossas mãos vão fazer o efeito perfeito.
E quer mais uma vantagem? Aquele cocô que gruuuuda na bundinha? Não vai mais ter. Uma pele boa, com a sua camada de oleosidade natural, vai ser suficiente pra não deixar o cocô grudar.

Mais: água quente também resseca. E água é um bem não renovável, o bem mais precioso (lembrem, sem ela, os nossos filhos não vão viver). Então, vamos cuidar bem dela. Que tal banho duas vezes por semana? Ou quando tiver aquela meleca, mas só quando precisar. E não vamos lavar a cabecinha todas as vezes, né? Nesse frio.......

Então, concluindo, vamos dar banho nos bebês duas, três vezes por semana, não lavando os cabelos todas as vezes, e sem sabonete. Assim, a pele do bebê vai ficar protegida, eles vão ficar livres de uma eventual gripe por friagem e o planeta agradece (menos sabonete = menos poluição. E menos banhos = economia de água, luz, gás).

2 comentários:

Rosana Oshiro disse...

Aqui em casa estamos fazendo racionamento de tudo, por causa da responsabilidade ecológica e da crise tambem...hehehe
Junta-se a isso o fato de estar frio e pronto, não precisamos de mais motivos para não tomar tantos banhos...
Estamos usando pouco sabonete também e percebi que a Ana que estava com uma alergia na virilha merelhou bastante depois disso...
Mas quem vai desconfiar de um sabonete cheirosinho ne?

beijo

╰☆╮F®ÅNciєℓyღ εїз* disse...

Ai Tha, muito bom! Bom mesmo, de verdade! Seria o que eu diria! E dá certo, verdade, podes crer! hehehe
Mas o que a gente quer não é um bebê imundo... hehehe A mamãe vai saber quando é a necessidade...
Cada bebê funciona de uma forma, mas nós pegamos o jeito deles e com isto, tudo fica no controle!
Relacionando isto com a gripe, éééé, é verdade!
Se não limpa demais, o bebê fica mais forte a sujeira! hahaha
Mas estamos falando de bebês... claro que crianças suam muito mais e é um pouco diferente, mas nem por isso precisa de banho todo dia, é com a Ro falou!
O que mais me deixa feliz é mulheres preocupadas com meio-ambiente, como vcs são meninas!
Isto me enche de orgulho!
Infelizmente nós estamos num mundo que deixamos de usar, para deixar para os que não estão nem aí com o problema... precisamos estar sempre divulgando para fazer uma pequena diferença, triste!
* É realmente a responsabilidade de ter olhos, qndo os outros não tem! *
Mas é por aí... com o tempo venceremos né flor... o mundo precisa de mulheres assim, como vcs!
Parabéns para Materna! Lindos trabalhos!
É um prazer trabalhar com vcs!
bjs flores do meu jardiiiim! hohoho

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!