6 de dezembro de 2008

Bebê pélvico não é sempre motivo de cesárea

por Rosana Oshiro

Para quem tem medo de bebê pelvico, vou colocar aqui as opções para quem "por ventura" precise de orientação sobre o assunto.

As possiblidades de escolhas e tentativas de fazer o bebe virar antes do parto existem e são várias, cabe a mãe buscar profissionais, se informar e ir a luta, porque vale a pena.

Abaixo temos algumas alternativas, em ordem de complexidade, para fazer o bebê virar: (Lembrando que os procedimentos aqui apresentados devem ser feitos após a 35ª semana de gestação, que é quando o espaço do utero fica menor e as chances do bebê virar espontaneamente diminuem.)

1) Homeopatia - A mais usada é a Pulsatilla 6CH, mas é preciso procurar um bom homeopata, pode ser do Brasil, até por telefone, desde que seja um médico de confiança e solicitar a homeopatia especifica para você. Então, você pode pedir para um familiar comprar e te enviar.

2) Moxabustão - É a acupuntura "térmica". O estímulo é feito através da queima de um bastão de artemísia. Esse bastão é aproximado ao local a ser estimulado, provocando no organismo reações fisiológicas parecidas com àquelas provocadas pelas agulhas.

Na gestante o bastão deve ser posicionado o mais próximo possível de cada dedinho do pé, com o calor dirigido para o ponto acima da unha do dedo, permanecendo aí por 20 minutos. O calor deve ser intenso, porém suportável. (texto e imagem aqui)


3) Exercícios posturais: Há algumas posturas que, feitas diariamente estimulam o posicionamento correto do bebê. Eles devem ser feitos 3x ao dia, por pelo menos 15 minutos.
Veja as imagens abaixo:

(texto e imagens aqui)

4) Versão cefálica externa - A versão cefálica pode ser feita:
- Fora de trabalho de parto - pode-se fazer e se voltar pra casa, mas há o risco do bebê virar novamente
- Em trabalho de parto - impossível se romper bolsa antes

Abaixo, um video monstrando de como é fácil faze-la, e mais abaixo, um breve relato de uma mulher que fez.




"Minha filha estava sentada quando eu estava de 36-37 semanas. Ela era grandona e gordinha (nasceu com 3,950Kg). Eu fiz acupuntura com a Dra. Mary e ela virou a Alice na mão em seguida. No dia tinha feito um ultrassom. Ela já tinha 3,400Kg.
Eu posso garantir pra vcs que a versão externa não é em nada de violenta, como dizem. O fundamental é ser feito por uma pessoa que saiba fazer. Vou contar com detalhes para vocês terem uma idéia de como é: Ela fez uma única tentativa de virar(com as mãos). Primeiro viu a bebê pelo ultrassom. Eu mostrei pra médica como ela costumava escorregar mais para a esquerda. Ela achou o bumbum da A. Levantou o bumbum até um pouco abaixo do meu umbigo (para desencaixar da bacia) e ao mesmo tempo empurrou a cabecinha para baixo. A. deu uma cambalhota. Tudo isto que eu escrevi durou no máximo 10-15 segundos!! Isto doeu muito menos que uma massagem modeladora que fiz uma vez!! Não é piada, é sério!
Pra mim a versão sempre foi encarada como algo positivo. Eu faria novamente sem dúvida alguma. bjs, D."

6) Parto pélvico natural - É uma ótima opção, desde que seja com um médico não intervencionista e acostumado com o parto pélvico.

7) Cesárea em trabalho de parto - Com médico inexperiente é dificil se arriscar a um parto pélvico, mas pelo que soube, aqui no Japão, muitos médicos conhecem o procedimento e não tem receio do parto normal, tem mais receio é da cesarea!

Espero que depois de ler e conhecer essas opções sobre o bebê pélvico, você possa desmistificar algumas "histórias que o povo conta" e passe adiante essas informações para alguém que precise.

No link a seguir também tem boas fotos e dicas para tentar virar o bebê pélvico. Confiram! 

2 comentários:

Nara Strappa disse...

O filho caçula de minha vó estava sentado também, poucos dias antes do parto. Naquela época, sem ultra, um médico amigo dela percebeu isso e virou o bebê com as mãos. Deixou minha vó com a barriga enrolada até dar a luz. Parto normal e em casa ^.^

gerson p disse...

O meu filho nasceu pélvico e teve displasia de quadril, então resolvi fazer um blog para ajudar alguns pais que vão passar por isso.
https://helpingatodos.blogspot.com.br/
Espero que esse blog possa ajudar alguma pessoa.

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!