6 de abril de 2009

Como fazer um plano de Parto

O Plano de Parto é um "documento" muito importante e que toda gestante deveria fazer. Porém a grande maioria das mulheres não sabe nem do que se trata.
Se você não sabe, tudo bem.
Vamos aprender o que é e como fazer um plano de parto?

Na Europa e Estados Unidos ele é muito utilizado e aqui no Japão também, mas no Brasil não, porque (acredito) já faz bastante tempo que se perdeu a cultura de parto normal, e ele não teria muita utilidade por lá...=((

O plano de parto é uma "lista de desejos" da mulher para o momento do parto. Um documento em que a mulher descreve todo procedimento que ela deseja ou não no momento do seu parto, baseada nas informações que ela tem sobre as intervenções, já que na hora "P" fica bem dificil falar das vontades.

Vou colocar aqui um exemplo de Plano de Parto bem simples, e caso se faça necessário, volto no assunto de forma mais aprofundada posteriormente.

Junto da lista vou colocar links com a postagem das intervenções, dentre outras, para facilitar o entendimento.

NO INICIO DO TP
- Não desejo tricotomia
- Não desejo lavagem intestinal
- Deixar o TP iniciar e progredir naturalmente, sem o uso de ocitocina sintética. Se for necessário aplicação, que seja em doses minimas para regular as contrações e depois retirada.
- Gostaria da presença de meu companheiro e uma doula durante todo TP até o momento do parto.
- Gostaria de pode me movimentar livremente, utilizar chuveiro quente à vontade, bola de pilates para exercicios, comer e beber livremente.

- Gostaria de ter o maximo de privacidade, com exames de toque apenas se eu pedir ou for estritamente necessário.
- Gostaria de ouvir minhas músicas preferidas (num aparelho de CD ou mp3)
- Que não seja feito carditoco de forma continua e quando for feito que eu não obrigada a ficar na posição deitada.

NA FASE DE TRANSIÇÃO
- Que eu seja respeitada se tiver vontade de gritar ou chorar.
- Que tenha (ou não) opção de analgesia quando (e se) pedir.

NO EXPULSIVO
- Se eu e o bebê estivermos bem, que os médicos aguardem a vontade "espontanea" de fazer força, de forma progressiva, sem que me "comandem"
- Não desejo episiotomia
- Desejo escolher a melhor posição parir no momento de parir e que não seja obrigada a ficar em posição ginecológica.

APÓS O PARTO
- Aguardar o cordão parar de pulsar para cortá-lo (e que seja feito pelo pai)
- Aguardar a dequitação da placenta espontaneamente se eu estiver bem.
- Que o bebe seja colocado em meu colo imediatamente se ambos estivermos bem.
- Que seja permitida amamentação na primeira hora se estiver tudo bem com o bebê.
- Alojamento conjunto durante todo o periodo de internação
- Amamentação exclusivamente no seio materno em livre demanda (que não seja oferecido nenhum outro leite sem minha autorização)

PROCEDIMENTOS COM O RECÉM NASCIDO
- Que seja aspirado apenas em caso de REAL NECESSIDADE
- Que seja aquecido em meu colo
- Que não receba o colírio de nitrato de prata
- Que os demais procedimentos necessários sejam feitos na presença do pai

Esse é um plano de parto bem resumido, baseado naquele que fiz em um hospital aqui no Japão e que foi me permitido negociar, mas ele pode ser bem mais amplo.

Tem outro bom exemplo de plano de parto no site das amigas do parto que recomendo. Além de recomendar também a leitura das Recomendações da OMS para o parto, que pode ajudar muito a fazer seu plano.

Se precisarem de mais alguma informação sobre plano de parto, deixem um comentário.

5 comentários:

Aika disse...

Legal,Ro!!Eh muito importante fazer o plano de parto e discutir item por item com o medico.Eu fiz,traduzimos pro nihongo com a ajuda de uma amiga e foi aceito tudo!E o que eh melhor,na pratica todos os itens foram respeitados!

Hidemi disse...

nossa, eu nao sabia que existia isso de plano de parto, e vou tentar conversar com medico sobre isso rapidinho, jah que estou no 7 mes de gravidez e logo mais eh minha vez ^^

ahhh gostaria de sugerir um post sobre o que levar na bolsa pra maternidade, jah que sou marinheira de primeira viagem e nao tenho a minima ideia do que vou precisar...

Rosana Oshiro disse...

Hidemi, geralmente eles fazem o plano no 8º mês aqui no Japão.
No hospital em que tive minha bebê eles deram uma lista do que levar e você sabe que japonês é tudo "certinho" né? Querem que você leve exatamente aquilo que tá na lista...=D
De qq forma, vou dar uma pesquisada geral e fazer um post sobre o assunto ok?
Obrigada por participar!
beijo

Elaine Cristina disse...

Para todas do MATERNA JAPÃO: meu desejo de que tenham uma Páscoa muito doce e muito abençoada com linda histórias de nascimentos e emocionantes relatos de renascimento!
Muita saúde, muita paz e muito bem para as pessoas de bem!
Grata por tantas informações,

Gisele Helena disse...

Adorei o blog e especialmente este post que me ajudou a escrever o meu plano de parto. Ainda que tenha conseguido um parto natural para a minha primeira filha, não havia feito o plano de parto (realmente aqui no Brasil não há este costume). Iniciei um blog para trocar informações sobre maternidade também... Estarei "seguindo" este blog! Obrigada!

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!