27 de outubro de 2008

Exercitando-se! " Kegel "

O exercício pélvico só traz vantagens para as mulheres. Um bom parto normal e ótimo desempenho sexual!
Uma mulher que pratica o kegel não tem problemas sexuais e garante um parto normal sem a episiotomia (corte na vagina para a saída do bebê) e sem a episiorrafia (costura da episiotomia e/ou laceração).
Aprenda e se garanta!
Exercícios Kegel é o nome de um determinado tipo de exercício físico que foi criado por Dr. Arnold Kegel, e que tem como finalidade fortalecer o músculo pubococcígeo.
Este exercício consiste na contracção e descontracção destes músculos, que são por vezes nomeados músculos de Kegel, numa referência ao exercício. O objectivo deste é restaurar o tónus muscular e força do músculo já referido de modo a prevenir ou reduzir problemas do pavimento pélvico e aumentar a gratificação sexual.

Exercícios - Kegel
Kegel é o nome dado à exercícios de contração e relaxação dos músculos da vagina e períneo(a área entre a vagina e o ânus). Esses exercícios ajudam na preparação para o parto(ajudam você a "empurrar" melhor) e também aceleram na recuperação dos músculos que suportam a bexiga, vagina e uretra. (a bexiga armazena urina, a qual deixa o seu corpo através da uretra). Praticando Kegel, não só você está ajudando na recuperação pós-parto, como está ajundando na prevenção de uma futura incontinência urinária e também a sua vida sexual.

Como praticar?
Primeiro, tente começar quando você está urinando. Comece a urinar e pare o xixi, comece e pare. Assim você poderá saber melhor quais são os músculos que serão exercitados.Quando você não estiver urinando, pratique a contração dos músculos, segure por 4 segundos e solte novamente. Faça assim entre 10 e 20 vezes. Permite que os músculos relaxem completamente entre uma contração e outra. Faça esses exercícios dez vezes por dia. (Dez vezes um conjunto de 10 à 20 contrações por vez).

Onde praticar?
Você pode praticar Kegel em qualquer lugar. Enquanto estiver no escritório, no ônibus, lavando louça, dirigindo, em pé em uma fila ou assistindo TV. Ninguém saberá que você está praticando Kegel. Muitas mulheres podem sentir a diferença já depois de poucas semanas praticando. Kegel deve ser praticado todos os dias. Como já foi dito antes, não é indicado somente para parto e pós-parto mas também para previnir incontinência urinária e só vai fazer bem à sua vida sexual.

Benefícios no homem
Os homens também podem usar os exercícios de Kegel para fortalecer os músculo pubococcígeo, que poderá permitir que cheguem ao orgasmo sem ejaculação e até obter vários climaxs durante a actividade sexual. Nos homens, este exercício eleva os testículos, e também reenforça o músculo cremaster e o esfíncter anal. Enquanto as mulheres podem potenciar o exercício oferecendo resistência isométrica à contracção, por exemplo, comprimindo um objecto como uma esponja ou mesmo o pénis do parceiro, não se conhece nenhum exercício funcional para aumentar a resistência aos exercícios de Kegel masculinos. Alguns acreditam que deitando uma toalha sobre o pénis erecto e elevando-a poderá ser uma maneira de potenciar o exercício.

Mas a força aplicada neste processo será aos músculos limitados à função biológica da erecção do pénis e de resistência ao dobramento, onde entram factores como o fluxo sanguíneo ('dureza'), a construcção genética e a integridade do tecido.

Nenhum estudo sério tem sido feito sobre o 'bodybuilding' e aumento de força do pénis por este método, apesar de definitivamente existir um grande mercado do reino do aumento do pénis e vários mitos urbanos da existência de tais métodos que alimentam este mercado. O trabalho na região pélvica sensibiliza dando ao treinando melhor resposta erógena. Isso é fato. É fato também que homens buscam o método de contração e auto manipulação para melhorar sua perfomace sexual.

A Professora Regina Racco de http://www.pompoarte.com.br/ ensina a mulheres e homens o método do pompoar ou pompoarismo, em tudo semelhante aos exercícios de Kegel ou do Tao para fortalecimento do assoalho pélvico, melhorando a saúde íntima, aumentando o potencial sexual e o fluxo de energia sexual.

É autora de dois livros: O Livro de Ouro do Pompoarismo já em oitava edição e o livro sobre energia sexual e sua influência na meroria da qualidade de vida através de um bom desempenho: Poder Sexual e Qualidade de Vida.

4 comentários:

thais disse...

Só um adendo: não é porque você nunca fez Kegel que vai precisar de episio.
Mesmo sem ele, a mulher pode ter um parto natural sem intervenções.

╰☆╮F®ÅNciєℓyღ εїз* disse...

Falou e disse Tha!
É isso aí, mesmo sem a prática do pompoarismo podemos ter um períneo forte. Mas é extremamente importante cada mulher fazer sua própria avaliação, pois muitas mulheres já passaram pela decepção da laceração e outras se surpreenderam com desnecessidade da episiotomia.
Se você acha que seu períneo não está legal, praticar o Kegel pode ser de grande ajuda e uma saída!

Anasor Orisho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anasor Orisho disse...

O pompoarismo é uma das formas da mulher se conscientizar da musculatura vaginal e aumentar a sensibilidade da região genital. Existem outras. Todas são importantes, especialmente para nós, mulheres ocidentais, que não temos os genitais muito participantes do esquema corporal.
Para o parto é importante termos consciência do períneo, da musculatura que envolve vagina e assoalho pélvico, mas não porque eles precisam estar "preparados", ou "trabalhados" ou "malhados".
No parto a gente precisa simplesmente relaxar essa região. E quem sabe contrair conscientemente, sabe relaxar conscientemente.
No livro "Quando o Corpo Consente", fala muito bem dessa questão da consciência corporal, mas não na forma de exercícios de contração, muito pelo contrário. A técnica é a anti-ginástica.
Consciência através do relaxamento de cada parte do corpo. Recomendo FORTEMENTE esse livro a todas as gestantes.
Existe também a linha da massagem perineal, que é a massagem com óleo na entrada da vagina (intróito vaginal), no sentido de forçar mesmo a
musculatura. Embora não haja nenhuma comprovação que isso diminua o risco de laceração, é certo que a mulher passa a ter mais consciência de seus
músculos e da sensação de dilatação e estiramento dos tecidos, que vai acontecer com a passagem do bebê. É isso.
bjo

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!