23 de janeiro de 2009

Simone Shizue Koike (2º parto) - Aichi


Bom ja não estava evitando engravidar há muito tempo, queria mais um filho, mas dai comecei a trabalhar e o tempo foi passando e ficando cada vez mais longe a ideia de outro filho, até que veio e ficamos muito felizes com a noticia, pois tanto queriamos e Deus nos mandou ele....

A gravidez foi tranquila, a não ser pelo fato de engordar bastante e o medico pegar no meu pe, mas dai ja estava mais a par doque diz respeito a gravidez e parto e tal. Pesquisei mais, me informei mais e fiquei bem tranquila quanto a isso, não estava tão ansiosa como se fosse o primeiro... rsss

No final, eu achava que não chegaria nunca a 39ª semana, e quando chegou ainda demorou uns dias a mais que minha primeira filha, e a ansiedade aumentou ainda mais.

Quando completei 39 semanas e 3 dias comecei a sentir as contraçoes fraquinhas pela tarde e a noite foi aumentando, como na primeira gravidez, eram 2 da manha quando fui para o hospital.

Foi um pouco mais tranquilo as dores, contrações, dilataçao. Senti que só na hora mesmo de nascer que doeu pra valer, mas dores no cocix como da primeira vez nunca vou esquecer, dessa vez foi mais tranquilo.

Quando não aguentava mais as contrações pedi pra ir pra sala de parto, mas nem tinha dilatado o suficiente e nem tinha estourado a bolsa, então ainda demorei um pouco mais até que fosse a hora de nascer. E lá ia eu com a respiraçao, gritos... Acabava gritando e deixando a enfermeira doidinha... rsssss

Na hora de nascer mesmo foram umas 4 ou 5 contraçoes fazendo força até nascer, no meio de tanta dor que a gente acha que não vai suportar...

Até que nasceu meu bebe lindo e saudavel(aparentemente), amamentei ele logo que limparam e curti ele por uma horinha na sala de parto, depois foi o mesmo procedimento que na primeira gestaçao, fui para o quarto e só no outro dia que iriam leva-lo para mim.

No dia seguinte ja não aguentava tanta ansiedade de ver meu filho, geralmente eles levam o bebe até a hora do almoço, mas passou a hora do almoço e já estava de tardezinha e nada. Meu marido foi perguntar a que horas ele iria para o quarto e as enfermeiras diziam que ele estava fazendo uns ultimos exames.

Mas tarde chamaram eu e meu marido na enfermaria e o pediatra nos deu a noticia de que ele não estava evacuando, que mamou e vomitou verde e nos mostrou a barriguinha dele cheia, bem redonda. Eu não aguentei na hora e comecei a chorar, entrei em desespero!

Ele continuou em observaçao ate a noite quando o medico, dono do hospital, nos chamou novamente e nos informou que a situaçao dele não havia mudado e que ele seria transferido para um hospital maior onde haviam mais recursos, chamou a ambulancia e lá se foi meu bebe sem mim, não me deixaram ir!

Foi horrivel para mim ver meu filho naquela situaçao e não poder estar ao lado dele, tinha segurado meu filho apenas deitada ainda na sala de parto...
Pedi para me deixarem ir, mas não deu, meu marido acompanhou meu bebe, e eu chorei a noite inteira...

Depois de fazerem os exames no outro hospital e esvaziarem a barriguinha dele, conversaram com meu marido e informaram que era uma doença não muito conhecida MEGACOLON CONGENITO ou como aqui é conhecido HIRSCHSPRUNG e que só poderia ser tratado num hospital pouco longe de onde moramos, e que só tinham especialistas no assunto. Na manha seguinte ele seria transferido novamente para esse hospital.

Meu marido foi logo procurar na internet a respeito dessa doença e levou para mim no hospital onde estava internada. Li mas mesmo assim fiquei desesperada pois não podia acompanhar meu filho, não me davam alta.

Ele foi pra lá era uma quarta feira e meu medico só me liberou sexta pra ir ve-lo, mas teria que voltar ao hospital, foi assim no sabado também, até que domingo tive alta.

E foi assim durante quase 2 meses. Meu bebe ficou internado, fez cirurgia para retirada de um pedaço do intestino que não funcionava, mas hoje graças à Deus meu filho esta saudavel (ainda em tratamento, mas saudavel).

Foi uma luta, muito sofrimento! Novamente não pude fazer a foto da minha alta com meu bebe nos braços, mas depois de tudo, foi uma grande vitoria!!!

Nunca pensei que ia falar isso mas hoje fico tão contente quando meu bebe faz coco!rsss

Me sinto feliz por ter meus dois filhos lindos e bem saudaveis pois meu filho é bem faminto e com certeza vai ter bastante saude!!!!

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por contribuir com seu comentário!
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
Se você tiver alguma pergunta pertinente ao tema do post é mais rápido e fácil ligar para 080-51427945(Japão).
Estamos dispostas a ajudar no que for preciso!